domingo, 23 de setembro de 2012

O FIM DA LINHA DE LULA E DO PETISMO


No entanto, este fim não acontecerá de pronto porque Lula e o petismo se entranharam no coração mole e na cabeça dura de milhões de brasileiros, o que fará que ainda alguns anos serão necessários para eles irem parar em definitivo no passado infame da pior quadra da história do Brasil. As resistências ao desaparecimento inglório e desonroso do petismo como fenômeno político perverso, sinônimo de escravidão, corrupção, e devassidão, ainda reterão na memória popular  a falsa idéia que Lula foi o salvador do Brasil, e o PT, um partido da "ética na política", um partido que "não rouba, nem deixa roubar".

Nossas universidades ainda defenderão o ideal comunista, sua estrela de Moscou, e sua cor vermelha de sangue, como ícones imorredouros da liberdade e da justiça social, isto é, exatamente o contrário do que fazem e sempre fizeram os partidos socialistas e comunistas. Intelectuais de miolo mole, da mesma extração revolucionária do PT, ainda tecerão loas a sua ideologia de poder e de expansão política.

Nossa grande imprensa ainda conservará o hábito da desinformação no que tange aos crimes cometidos por petistas. Esconderão do povo brasileiro as roubalheiras petistas tanto quanto puderem, assim como continuarão a contar a versão petista da história recente do país.

Nossa juventude ainda envelhecerá alguns anos antes que seja varrido de seu cérebro lavado a memória triste de um homem desonesto e imoral e seu partido. Uma geração inteira de estudantes passará antes que as idéias em suas cabeças fiquem limpas.

Ainda levará alguns anos antes que desapareça a fidelidade canina de todos os partidos políticos brasileiros a Lula e ao PT. Mas esses são oportunistas sempre de olho no momento. Certamente serão os primeiros a pular fora da canoa que está furada. Por ora, testemunhemos sua decadência política.












O  video abaixo mostra porque Lula se tornou insustentável e como o seu protagonismo político era fortemente dependente das aparências, das mentiras inteiras e outras meias-verdades pespegadas na sua pele por cupinchas,  tais como:  “guia genial do povo”, “estadista sem igual”, etc. A imagem criada na mídia cúmplice gerou nele mesmo o convencimento que ele é tudo isso, e mais, que ele é infalível  como Deus. Mas o vídeo abaixo mostra o contrário: um homem mentiroso, oportunista, maldoso, quando atribuiu a outros o que ele mesmo fez, entre outras coisas menos nobres. Lá pelas tantas do vídeo, aos 9:24s até os 12:05s, está a verdadeira imagem de Lula: o mentiroso, o traidor dos companheiros. A decadência que ora começamos a ver era apenas uma questão de tempo.










No video abaixo está toda a desfaçatez deste homem.





 



E ainda existe outra excrescência: Dilma Roussef, criatura do mal lulista. Na mesma linha do seu antecessor, a presidenta segue fazendo as mesmas coisas. Em seu curto reinado já teve que demitir doze ministros por roubalheira, ainda assim denunciados pela imprensa. A mentira faz parte de sua vida. Vejam abaixo.









Quase em toda parte o PT e seu chefe caem aos olhos da população. As pesquisas eleitorais deste ano estão mostrando a decadência petista, que agora migra para os grotões do Brasil, milhares de pequenos municípios onde políticos  incultos e inescrupulosos se aproveitam do Bolsa-Família, do PRONAF, e outros programas enche-barrigas que ainda atraem eleitores mal informados e desesperados de ajuda material, aquela mesma necessidade que se transforma no expediente de venda e compra de votos e de consciências. A ignorância ainda sustentará o petismo algum tempo. Mas um dia até essa lagoa secará.


Mas não pensem que o fim de Lula, o fim político antes do fim físico, será saudado pelos banqueiros e empresários que enriqueceram desabridamente. Pelo contrário, tentarão sustentar o novo pai dos pobres e a mãe dos ricos. Nunca nossos banqueiros ganharam tanto dinheiro com o socialismo e o comunismo brasileiros representados or Lula e seu partido. E esses não passarão. Eis a contradição quase insuportável que produz dissonância cognitiva - não somente os petistas mais viciados e envenenados pela sua própria peçonha ideológica sentirão a falta de Lula. São esses banqueiros os principais inimigos agora de Marcos Valério e do próprio STF que tenta por na cadeia a quadrilha chefiada por Lula. Em 2005 convenceram a "oposição" a não pedir o impeachment de Lula.

De uma coisa podemos ter certeza: os crimes de Lula e sua quadrilha talvez prescrevam junto ao STF, mas Lula não passará à História na galeria dos heróis.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

QUEM SONHA COM QUEM?


              



                     TODO O MUNDO SONHA. MAS TEM GENTE QUE TEM PESADELOS.



                                        



          

                             JOSÉ DIRCEU SONHA (TEM PESADELOS) COM O NEGÃO.









                               JÁ A EDMEIRE SONHA COM A DILMA TODOS OS DIAS



Quero casar contigo, Dilma Vana.


       
                    
                           JOÃO PAULO CUNHA JÁ SONHA COM O SOL DOS PRÓXIMOS ANOS





                  A NOVA MINISTRA DA CULTURA SONHA COM A PRÓXIMA PARADA GAY







                                     
                                               O HADDAD SONHA COM O KIT GAY






              A SENADORA ANA AMÉLIA (PP) E A CANDIDATA MANUELA SONHAM COM A


                      





                                                    O QUE TODOS NUNCA SONHARAM





                    

                                                        JAMAIS IMAGINARAM ...


                                                                               


                                                          
                                                          O MEU SONHO?


              EU SONHO COM UMA FUTURA AÇÃO PENAL QUE INCLUA TODOS OS ABAIXO.



























terça-feira, 4 de setembro de 2012

Onde Está a Oposição?



Eu sei onde ela está desde 2005. Portanto, esse discurso que aparece abaixo eu fiz há sete anos. Depois cansei da oposição. Leiam meu texto de 2005 depois de ver o video de 3/9/2012. 






http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

Que o presidente sabia sim da podridão do seu governo; que tentou dissimular; que nada fez; que nada disse contra; que tentou obstaculizar investigações criminais, políticas e judiciais; que tentou proteger culpados próximos demais de si para que possa dizer-se inocente.


Que ele sabia das vantagens auferidas com o mensalão; que sabia do enriquecimento ilícito do seu filho; que sabia dos sinais exteriores de riqueza de inúmeros companheiros; que sabia das manobras congressuais desonestas; que sabia que o MST por ele patrocinado é uma organização criminosa, maoísta-revolucionária; que sabia que um inepto como João Paulo Cunha somente chegou à presidência da Câmara graças a conluios fraudulentos com um vigarista confesso; que sabia do financiamento de campanhas petistas com dinheiro da cocaína, do seqüestro de pessoas, e do tráfico de armas na América Latina com fins políticos; que sabia perfeitamente com quem andava e se reunia em viagens internacionais na Líbia, na Síria, em Cuba, e na Venezuela; que sabia que as loterias estaduais sob a direção do seu partido eram operadoras de dinheiro sujo e se destinavam a lavá-lo para o narcotráfico.

Que ele soube dos contratos milionários de Marcos Valério; dos desmandos de subalternos; dos atos de gente de baixo nível moral e intelectual como Delúbio Soares, Silvio Pereira, Marcelo Sereno; que soube logo da incompetência e da desonestidade dos seus primeiros auxiliares ministros; que soube e permitiu que tivesse sido governado por José Dirceu e José Genoíno; que soube permanecer surdo aos que lhe avisaram dos perigos de serem descobertos mais cedo ou mais tarde.

Que ele sabe do passado guerrilheiro desabonador de muitos colaboradores; que sabe e talvez participe de remessas de dinheiro para o exterior; que viajou com elas, muito provavelmente; que sabe e reconhece no íntimo sua própria inaptidão, habilitação moral, técnica e intelectual para governar um país do tamanho do Brasil; que sabe que nivelando por baixo, provocando a própria pequenez do seu povo, amesquinhando-o e pervertendo-o, permaneceria mais tempo no poder; que sabe que pode contar com os intelectuais socialistas para isso; que sabe que não conseguiu desenvolver nenhum projeto de governo desde o fracasso rotundo do Fome Zero e do Primeiro Emprego; que sabe que a defecção de companheiros da primeira hora quis dizer exatamente isso; que sabe que viajava e viaja para o exterior protegido pela mídia e pela intelectualidade socialista internacional, e que somente elas o protegem da ridicularia certa; que sabe que obrou pela desmoralização das Forças Armadas e policiais; que destruiu a Educação, a Segurança Pública e negligenciou a Saúde; que seu ministro da Justiça usava e usa métodos fascistas com amplos recursos de uma tropa de choque político-policial, a Polícia Federal; que sabe do desmanche moral a que foi submetido o povo brasileiro sob seu governo; que sabe das ligações do seu partido com o narcotráfico através de contatos com as Farcs e o Foro de São Paulo; que sabe que o desarmamento é uma manobra sórdida urdida para aprisionar o povo brasileiro; que sabe das manobras criminosas de Hugo Chàvez patrocinando sua causa revolucionária comunista; que sabe do envolvimento e beneficiamento de deputados e líderes petistas com a corrupção em Santo André e Campinas.

Que ele sabe quem matou Celso Daniel e porque!

Que ele sabe muito mais; de coisas que ainda não sabemos.

Eu sei disso tudo. Mas o PSDB e o PFL (hoje DEM) não sabiam. Ou fingiam que não sabiam. E sabem por que? Porque são socialistas, têm os mesmos ideais dos petistas e admitem facilmente que o Estado é o ente final, absoluto, hegelliano, o supra-sumo do Espírito. E se acham que é pouco, ainda têm os banqueiros desse partidos que nunca estiveram, e até hoje não estão dispostos a arriscar suas fortunas denunciando o PT e mordendo a mão que lhes dá dinheiro. E o povo? Ora o povo!




sábado, 1 de setembro de 2012

SUICÍDIO DE UM PETISTA





Não restará na noite uma só estrela.

 Não restará a noite.

Morrerei e comigo irá a soma

Do intolerável universo.

Apagarei medalhas e pirâmides,

Os continentes e os rostos.

Apagarei a acumulação do passado.

Farei da história pó, do pó o pó.

Estou a olhar o último poente.

Oiço o último pássaro.

Lego o nada a ninguém.

 
                     Jorge Luis Borges, in "A Rosa Profunda"


 



Calma pessoal, nenhum petista se matou (ainda). Qualquer insinuação maliciosa como esta deve ser evitada. Afinal, não devemos querer o pior para nenhum semelhante nosso. Essa é a regra. Só depois dela vem as exceções, como aquela que João Paulo Cunha poderia estar pensando em “apagar todas as luzes” conforme a epígrafe de Jorge Luis Borges.



Para início de conversa, de todos os defeitos que têm João Paulo, aquele que foi o 3º homem na sucessão presidencial por ter sido Presidente da Câmara dos Deputados, nenhum deles indica nele uma tendência anticristã, ou anti-católica de ser um suicida em potencial. Essa frase, confesso, está cheia de problemas, mas como o João Paulo não foi visto em nenhuma igreja, e tampouco alguém viu um padre a lhe visitar nos últimos dias, podemos retirar a conotação de potencial pecado cristão em relação a esse corrupto e ladrão do erário. Ele claramente não indica que vá se suicidar depois da condenação por goleada no STF. Não é do seu feitio. Lembro-me de que em um 24 de agosto, lá em 2005, pensei que o Lula, apanhado como chefe da quadrilha, poderia pensar em se matar. Superestimei demais o Lula – ele é incapaz de ato como esse. Morre roubando, mas não se mata. Ainda tinha a opção da Itália para onde sua mulher, Marisa Letícia, a inútil, pensava em se mandar.




Voltando ao João Paulo, ademais, ainda nem está claro para que tipo de prisão ele irá. Talvez ele esteja ainda cogitando uma prisão especial, afinal ele é um líder petista. Dependendo do confronto com a realidade prisional brasileira ele até poderia tentar o suicídio. Morto politicamente ele já está, salvo grande engano.






Na foto acima é mostrada uma cela de prisão de segurança máxima e de conforto e humanidade mínimos do Rio Grande do Sul. Zero Hora, talvez apiedada dos seus antigos heróis petistas, mostra em reportagem o inferno que é a prisão de Charqueadas no Rio Grande do Sul, a qual bem poderia ser a imagem das prisões brasileiras. Tento ver João Paulo em uma delas e não consigo. Aliás, os políticos nunca deram grande atenção para as prisões em que um dia eles poderiam ir parar, não é mesmo? Talvez por isso essa problemática tenha sido varrida do seu pensamento. Por outro lado, sabemos como é o Brasil e qual é a probabilidade de um político, em especial um campeão da ética, como um político petista, vir a cumprir sua longa pena de reclusão em regime fechado. Os petistas suavizaram as penas de seus colegas sempre que puderam. Chegaram até a fazer uma lei para livrar os mensaleiros como João Paulo Cunha.



Mas o tema do suicídio de políticos não deixa de ser interessante. Tivemos o caso célebre de Getúlio Vargas, cometido em um 24 de agosto de 1954. Faz tempo. No Japão, às vezes, temos notícia que um político por não poder agüentar a desonra se matou. Mas no nosso caso brasileiro moderno, pelo menos, isso é algo impensável. Você consegue imaginar o João Paulo Cunha se matando? Eu não consigo – o homem ainda quer continuar deputado apesar de Art. do Regimento da Câmara dizer que perderá o mandato deputado condenado em sentença transitada em julgado – o caso da sentença do STF. Essa sentença aguarda apenas sua publicação e promulgação. João Paulo tem tempo de repensar tudo isso.



Hotel 5 Estrelas

                                    
 
Mas e os outros João Paulos? Já imaginaram o Delúbio e o José  Dirceu com aquele pijama com que foram brindados em reportagem do Le Monde Diplomatique (quem diria?)? Suicídio para essa gente nem pensar; são arrogantes demais, pensam ter poder demais. É claro que no caso deles é cedo ainda. Mas já dá para eles irem pensando no serviço do Hotel das Grades, 5 estrelas. Acostumados que ainda estão com o do bom e do melhor, reclamarão muito da comida, do sol quadrado, das companhias de ladrões de galinhas, dos traficantes e tarados de todos os títulos, e daquela sensação desagradável de não haver por perto outros políticos, de preferência de outros partidos, e nenhum jornalista amigão.



Na lista abaixo estão alguns suicidas célebres. Alguns se mataram por amor; outros pela causa que abraçaram; outros ainda em vista da derrota política e militar. Ressalto o caso do casal Stefan Zweig, que se mataram em Petrópolis, Rio de Janeiro, longe de sua Áustria querida invadida por Adolph Hitler. Na lista não estão os samurai que praticaram o harakiri, nem consta o político que se deu um tiro na boca à vista de todos ao vivo na TV.



Getúlio Vargas, Kurt Cobain, Ernest Hemingway, Ana C. Cesar, Reinaldo Arenas, Jacqueline Kennedy Onassis, Aristóteles, Roland Barthes, Jean Michel Basquiat, Walter Benjamin, Cleópatra, Florbela Espanca, Patrícia Galvão, Pagu, Gogol, Adolf Hitler, Akira Kurosawa, Virgínia Woolf, Stefan Sweig, Anna Karenina e Romeu e Julieta (personagens), David Foster Wallace, Pedro Nava.


Do último, o escritor Pedro Nava, eu me lembro bem como foi: "cansei de viver", disse ele em sua carta suicida.

Por falar nisso, Lula se veria em apuros para redigir uma carta suicida. Precisaria de um suicide ghost-writer, nada comparável à Carta Testamento de Getúlio, hoje repousando em pedra na Praça da Alfândega em Porto Alegre.

Já pensaram os petistas escrevendo "Saímos da vida para entrar na História? Não. Ficaria melhor assim:

"Entramos na História para cair na vida"!