domingo, 31 de julho de 2011

A Saúde e a Paz Orwelliana dos Nossos Tempos




A SAÚDE E A PAZ ORWELLIANA DOS NOSSOS TEMPOS


Na cacotopia de George Orwell, 1984, o Ministério da Verdade era o lugar onde os fatos do passado eram apagados e as mentiras tornadas verdades sacrossantas. No Ministério do Amor os raros dissidentes eram torturados e depois assassinados. O Ministério da Fartura administrava a escassez e as cotas de suprimentos. Tudo isso era feito para tornar a sociedade mais dependente e temerosa do Estado do Big Brother. Amá-lo era obrigatório; obedecê-lo era questão de vida ou morte. Nos tempos de hoje, 27 anos depois de 1984, essa ordem produzida do caos é uma realidade.



Os povos do mundo todo são condicionados e obrigados a se envenenarem com vacinas contra doenças, estas mesmas produzidas nos Ministérios e nos laboratórios da Vida e da Saúde da Nova Ordem Mundial. A mídia corporativa, toda ela paga e recompensada com muito dinheiro e poder, acentua as vantagens produzidas pelo Ministério da Vida: remédios criminosos que matam; vacinas desnecessárias, perigosas e inúteis; comidas industrializadas com alto potencial cancerígeno e tóxico. Tudo isso é anunciado alegremente pela mídia corporativa. Ela ainda oculta as causas e as curas do câncer, enquanto estimula a criminosa radioterapia e quimioterapia para a prosperidade da indústria do câncer. A Nova Ordem Mundial oculta do mundo as causas da pressão alta, do diabete, do reumatismo. E ainda proíbe curas naturais, alimentos sadios, suprimentos e vitaminas. O povo-ovelha (sheeple) diz méé, améé, no seu caminho para o matadouro.



A cultura da obediência e do medo está firmemente instalada pelos Ministérios da Verdade, da Justiça, do Amor, e da Paz. Criação de guerras, desinformação, criação de medo e pânico (síndrome midiática do pânico) são os instrumentos principais para a submissão dos indivíduos ao Estado Global único.



Guerras sem fim e sem propósito, crises financeiras inventadas às vésperas de anos eleitorais importantes na América (estranha coincidência!), temores de destruição e catástrofes geofísicas engendradas pela mão humana, de um lado, e provenientes do espaço, de outra – cuidadosamente calculadas para que só possamos conhecê-las na última hora –, são os principais instrumentos da conspiração mundial, tão verdadeira quantos as manchas solares gigantes desses últimos anos. Negar o que acontece é pura desinformação. Silenciar ante esse absurdo é pura covardia ou ignorância. Até a resposta e o refúgio na religião a esse estado de coisas também são canalizados pela mídia interessada para que a verdade continue oculta e o medo faça que o sheeple procure os políticos da Nova Ordem Mundial para sua salvação.



A Nova Ordem Mundial busca reduzir drasticamente a população do planeta a 500.000.000 de almas a partir dos 7 bilhões ora existentes; este é o foco principal desse organismos internacionais. Está na hora de conhecê-los. Uma das melhores maneiras, e a mais didática, certamente, está no desenho abaixo.






A Round Table identifica as instituições que fazem a nossa desgraça.



Das doze horas e no sentido horário temos o CFR (Council on Foreign Relations) fundado em 1920 em Nova Iorque para o controle da cultura, da educação, da política e, principalmente, para promover cientificamente o controle mental social. Essa organização é sionista e controlada financeiramente por racistas da estirpe Rockefeller. O CFR é uma cópia americana perfeita do Royal Institute of International Affairs inglês (hoje mais popularmente conhecido como Instituto Tavistock) controlado pelos Rothschild europeus.

As fundações americanas da família Rockefeller financiam internacionalmente o aborto, a eutanásia, a medicina “reprodutiva” – olhem a linguagem orwelliana –, e o multiculturalismo, apelido para a destruição das soberanias nacionais. A Fundação Ford, Bill Gates, George Soros, W. Buffet, e outras, em aliança com outras instituições do Round Table, promovem a matança de africanos, asiáticos, católicos, cristãos usando os mesmos subterfúgios orwellianos.

A seguir vêm as Nações Unidas e suas divisões posteriormente fundadas, de especial importância a UNESCO, cuja função é promover a dissolução da tradição religiosa e induzir a sociedade a hábitos e costumes perversos, assim como modernamente pregar a ideologia do ambientalismo. A UNESCO promove também o homossexualismo, o multiculturalismo, a pedofilia e o uso de drogas. A OMS (Organização Mundial de Saúde) dá o tom e cria legitimidades quando o assunto é remédios e técnicas de despopulação humana. A OMS encima outras organizações, como o FDA americano (Food and Drug Administration) e o CDC (Centro de Controle e de Prevenção de Doenças) de Atlanta, Geórgia. Ambas as instituições orwellianas falseiam, escondem e manipulam fatos científicos para a grande indústria dos fármacos e comidas industriais. É nelas que o Ministério da Vida e da Saúde, a ONU, concentra incrível poder sobre os países signatários.

O Grupo Bilderberg encontra-se anualmente em algum hotel ou spa milionário para traçar planos e metas para a consecução prática dos intentos da Nova Ordem Mundial. Ele é assistido por membros da realeza européia, banqueiros, industriais, grandes moguls da imprensa e políticos em ascensão. Ali são estabelecidos os juros, os cartéis, os monopólios da indústria, da energia, e do comércio. O Grupo Bilderberg raramente não contém um candidatável americano ou um pretendente a algum cargo na União Européia ou um lugar no board das instituições financeiras. O Grupo Bilderberg teve papel importante na criação da União Européia e do Euro como moeda única. O resultado hoje é muito visível: a desmoralização e a desvalorização do euro na Grécia, Islândia, Espanha, Itália e Portugal. Essas falsas crises econômicas são  produzidas por engenharia econômica e estão levando ao colapso esses países.

O Club de Roma é uma mui estranha instituição. Ele abriga políticos, industriais e militares que usam métodos bárbaros de assassinato e traição aos seus países de origem. Os métodos são fascistas. O Club de Roma se tornou público quando a infiltração comunista na América ficou indesmentível. Desde 1920 o CFR, me esqueci de notar, já introduzia ideias marxistas e leninistas (o sionismo comunista) nos Estados Unidos. O Club de Roma apenas se aproximou de suas raízes mafiosas e maçônicas, como a Nobreza Negra de Veneza, na Itália, por exemplo. Sua sede principal de atuação é o ramo político e militar da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) com sede atualmente em Bruxelas, Bélgica. Entre seus principais membros estava e está o odioso Henry Kissinger, responsável pela traição aos Estados Unidos e abrigado no Partido Republicano. A propósito, é de se notar que o fato de algum político ser republicano ou democrata não altera nada o quadro geral. Eles se alternam no poder nos Estados Unidos para deixar tudo exatamente como está ou colocar o país no caminho da autodestruição, como vemos hoje com o marionete Barack Obama.

Por último, a Comissão Trilateral, fundada por Zbgniev Briezinski, um psicopata muito lúcido, no momento dentro da Casa Branca onde é o tutor de Barack Obama. Suas ideias assassinas de despopulação humana encontram pleno respaldo no governo democrata americano. Anos atrás eram os republicanos que o obedeciam e tocavam a sua agenda mundialista criminosa. A Comissão introduziu o Japão e a China na sua esfera. Os trilateralistas tiveram grande responsabilidade na “venda” dos interesses americanos aos chineses. Eles retiram seus lucros do orçamento negro das drogas. 

Essas enormes e poderosíssimas instituições, repito, têm como objetivos fundamentais manter a população humana no seu mais baixo grau possível de insatisfação, bem estar e nível educacional. Tudo isso alcançável plenamente pelo medo, pela ignorância, pela intimidação, pelo controle e obediência.



Fora do quadro da Round Table, mas muito importantes como instituições, estão as universidades americanas como Stanford, Harvard e Princeton. Seus principais projetos em plena prática social são o controle mental, para a qual foram fundadas as disciplinas de psicologia, neurolinguística, e da psiquiatria freudiana. Ainda lembro as organizações governamentais de inteligência. A CIA, por exemplo, que não foi fundada somente depois da Segunda Guerra, como apregoam os sionistas e os comunistas. Ela atende aos mesmos interesses globalistas mais do que ao próprio povo americano. O comércio das drogas pesadas como a cocaína e a heroína, tem como sócios e promotores a CIA e a KGB. A origem da CIA é o próprio CFR, fundado em 1920.



Em outros termos costuma-se demonstrar o poder total do planeta dividindo-o em cinco partes: o poder do big pharma (as drogas farmacêuticas), o poder energético (o petróleo e a energia nuclear), o poder da mídia, o poder industrial-militar, e o poder financeiro, cujo quartel principal está nos Bancos Centrais da América e da Europa. Todos estão inseridos na Round Table.



O corolário é o concerto harmonioso e bem sucedido dessas instituições que trocam agendas entre si e multiplicam as chances de sucesso. Diante delas voltamos à escravidão. Para nos libertarmos delas o único caminho é a informação e a revelação dos seus planos. Para tal devemos reservar as nossas reservas de dignidade e de moral para nos contrapor a essa agenda demoníaca. Sim, estamos sendo dizimados por um poder literalmente satânico. Esses iluministas (illuminati) e sionistas, nos escravizam pelo engano constante e programado pelo menos desde o fim do século XIX. Essa gente infeliz tenta destruir o cristianismo e o verdadeiro judaísmo, a fé de bilhões de pessoas. Sionistas não professam a verdadeira fé de Moisés. Ser sionista cristão é uma abominação indesculpável. Não devemos defendê-los e muito menos trabalhar consciente ou inconscientemente para eles. Escusados estão os ingênuos de boa fé, os enganados pela desinformação, e os infelizes ignorantes.

Por fim, querem saber por que o Brasil está no fundo do poço? Nosso país é um aluno bem aplicado da Nova Ordem Mundial. Nossa democracia e nossos direitos humanos são slogans mentirosos. Nossas autoridades parlamentares, judiciais, econômicas, e os executivos em todos os níveis trabalham pela Nova Ordem Mundial. A mídia brasileira é uma lacaia assalariada dessa conspiração. Como sua congênere mundialista denuncia e acusa de teórico conspiracionista quem, como eu, revela os planos dessa agenda infernal.

Compartilhe este texto.



sábado, 16 de julho de 2011

A MOEDA LATINO AMERICANA







Quem quer que, sabendo que os líderes dos países do Foro de São Paulo permanecem incólumes, e ainda não tenha entendido que a cocaína é a moeda – currency – da destruição das sociedades, ao mesmo tempo em que ela enriquece as burras da Nova Ordem Mundial (NOM), é um ingênuo espectador, ou um consumidor ávido desta mesma moeda.



Recentemente, coisa de 3 semanas atrás, o governo americano, ou a NOM com o uniforme da Casa Branca, celebrou uma paz com o Talibã, até ontem um inimigo odiento e um dos motivos da guerra contra o terrorismo (War on Terrorism). Ocorre que esse tratado, esse cachimbo de (ópio) da paz é o verdadeiro motivo das guerras no Afeganistão. Antes de 2001, data da invasão da NOM naquele país, era pífia a produção das papoulas. Por motivos religiosos (?) o cultivo da matéria prima da morfina e da heroína (um mero acréscimo de um radical químico à molécula da morfina), estava proibido. Um negócio de centenas de bilhões de dólares deixava de pagar a máquina de guerra e morte da NOM. Pois as coisas mudaram, anteontem um irmão do presidente Kazai do Afeganistão foi assassinado. A mídia amestrada da NOM disse que ele era um kingpin (o mais importante) da heroína. Conversa fiada! – mudaram sim os donos do negócio. O presidente Kazai teria ficado brabo com o governo “americano”, assim se escreveu nos jornais illuminati. Saibam mais sobre o Drugistan aqui:
A moeda de lá, a heroína, explica a ânsia dos russos (outsiders da NOM na época) de ocupar o Afeganistão e lucrar com a exploração dessa maravilhosa fonte de renda – um black budget insubstituível. Hoje as coisas mudaram: a NOM já introduziu os russos no grande negócio, e eu desconfiaria se os chineses não estivessem metidos neste negócio também. Para os chineses, terras boas, férteis, e frias é que não faltam.



A moeda de cá – a cocaína – sustenta o foro de São Paulo e, mais do que isso, garante a impunidade nacional e internacional das gangs comunistas predadoras da dignidade e da riqueza dos seus povos. Pode-se afirmar sem chance de erro que Lula, FHC, Dilma, qualquer governante sob o comando do Foro de São Paulo, ele mesmo braço da NOM, são intocáveis e inimputáveis por este motivo desde que trabalhem denodadamente para o CFR (Council on Foreign Relations), a ONU, FSB, KGB, etc. Mais ainda, as instituições da democracia viciada nesta moeda também cheiram a mesma poeira lucrativa. Congresso brasileiro, Justiça nos níveis mais altos, Educação, etc, todos trabalham orientados pela NOM. O combustível é o ópio do povo, a democracia; a fonte milagrosa, a cocaína para a qual se abrem as fronteiras do Brasil há mais de duas décadas. Agora é o ox, uma espécie de crack ainda mais popular; os dois derivados dessa moeda, a cocaína.


Não é outra coisa que move o octagenário FHC que deu em propagandear a maconha. Aos oitenta anos, quase todos eles destinados à patifaria comunista, mas pior ainda, illuminati e globalista, ele mostra toda a sua face. O seu papel de propagandista internacional é ser lacaio da NOM para a qual sempre trabalhou. Um dos seus chefes imediatos, enquanto presidente, foi Bill Clinton e sua falsa política antidrogas (War on Drugs) que, como se sabe, na América Latina serviu para destruir o cartel privado da cocaína de Pablo Escobar e criar um monopólio continental revolucionário na provisão de fundos para as FARC, assim consolidando o poder da Foro de São Paulo.

Hoje as coisas avançaram e o PT, muito mais desavergonhado, chinelão e poderoso, já fala em lavouras cooperativadas de maconha – uma Drogabrás, ou Ervabrás, como queiram. O objetivo continua o mesmo: destruir o que resta da família e da sociedade brasileira e ainda lucrar econômica e politicamente junto aos patrões internacionais.


Nessa mesma linha seguem as “transformações culturais” e as agendas indecentes da NOM. capitaneadas pelo sionismo proprietário único da grande mídia corporativista. Seus produtos são a pornografia, a pedofilia, o homossexualismo, o relativismo cultural, o multiculturalismo e a agenda ambiental. Por muito tempo pensei que isso era obra comunista somente. Estava enganado. É algo pior, mais antigo, e mais profundo – é a agenda satânica deixada neste mundo desde o longínquo século VI AC. Comunismo e o islamismo degenerado são os instrumentos atuais. Outras ideologias ou movimentos foram usados ao longo do grande tempo histórico. Como disse, desde o século VI AC até hoje – 2.600 anos – essa agenda trabalha incessantemente. Teremos que ser nada históricos e muito metafísicos para concluir que o Bem vencerá. Há 2.600 não vence. É um péssimo retrospecto.

Quanto à nossa moeda verdinha, teremos que esperar muito tempo antes que as coisas mudem. E elas não mudarão enquanto estivermos denunciando apenas o comunismo, a KGB, o marxismo-leninismo, como os únicos responsáveis por este estado de coisas. Tudo passa pela compreensão mais lúcida desses fatos. A nossa grande arma é a informação. Para isso temos que nos livrar deste samba de uma nota só que invadiu nossos espíritos e que nos impede de ver com clareza que o Mal existe, inclusive geneticamente em nós. Por enquanto nosso DNA não está ainda totalmente preparado e dirigido para o Mal. Por enquanto.