quinta-feira, 30 de setembro de 2010

DEBATE ANTALÓGICO




Chegamos ao mais fundo poço, ao mais baixo nível político da nossa história: o poço da Anta.


O “debate” de 30 de setembro de 2010, da Rede Globo, entre quatro candidatos, revelou a extrema indigência intelectual da qual devemos extrair o que queremos para nós em 3 de outubro. Foi lamentável assistir, ou melhor, deixar de assistir os quatro candidatos abordar temas humanos, temas sobre ética; temas morais e religiosos. Nem de política internacional eles falaram quando puderam, revelando sua pequenez de perspectiva para quem aspira ser presidente de um país do tamanho e da importância do Brasil. Ou não temos nenhuma importância internacional, ou nossos candidatos estão encerrados nos muros de sua própria ignorância e insensibilidade, preocupados que estão tão-somente com seu próprios egos. Talvez tenham deixado para o Lula as relações exteriores do Brasil


A engrenagem deformadora e diversionista da Globo, que levantou temas estéreis, materiais, seculares, não impedia que os candidatos, especialmente Serra, aquele que tem tudo a perder, explorassem temas candentes.  Nada se falou sobre corrupção/mensalão, por exemplo. Tudo passou como se essa chaga da corrupção sequer existisse; nem próxima, nem distante. A essa altura nem eu tenho certeza que isso ainda existe. No debate pareceu que  tudo foi apagado da memória brasileira, que talvez, como gosta Lula, o povo, transformado em juiz com seu voto, esteja para anular o processo do mensalão. Petistas são especialistas nessa falácia juvenil.

Sobre drogas, aborto, homofobia, educação para o bullying, nenhuma palavra.


A Anta favorita vai disputar no segundo turno contra a Língua Portuguesa. É a sua principal adversária. Consultem o site:




E às 23 horas e 22 minutos desse dia 30 se setembro ela confessou que “nós”, referindo-se ao seu grupo, “somos apenas 30% do eleitorado”. Se ela falou somente do PT ainda assim só uma anta como ela para municiar os adversários presentes com essa gafe monumental. Uma gafe que comprometeu a imprensa e os institutos de pesquisa puxa-sacos. Ninguém se deu ao trabalho de comentar a gafe da Anta. Como ela mesma confessou, ela tem 30%, o que permite que nós achemos que os outros 20% dos seus 50% vêm das pesquisas e da mídia.



Nesse “debate” e não embate, a candidata das selvas, Marina, levantou a bola aos 25 minutos do segundo tempo para a Anta Dilma. Foi muito visível a assistência. A Anta, mal agradecida, errou a resposta. Ambos comunistas, Marina e Plínio, favoreceram claramente a Anta. E, em determinado momento, acharam por bem as duas candidatas elogiar a polícia pacificadora do Sérgio Cabral. E quase que a Anta revela o pacto do Cabral com os bandidos. Se alguém apertasse, e a surpreendesse na sua luta de vida ou morte contra o raciocínio claro e a lingua portuguesa, ela confessaria.


Depois disso restaram os aplausos da claque ao velhote brincalhão que pautou o “debate” pelo socialismo demodé do seu partido. Parecia um velho sábio comunista, mas que todo mundo vê como um velhote brincalhão e esperto. Esperto para mim porque conseguiu o que queria: pautar o debate, enquadrando-o no âmbito politicamente correto do socialismo como única ideologia possível no Brasil de hoje.


O coitado do Serra não conseguiu em momento algum qualquer brilho, qualquer tirada, ou qualquer coisa mais séria. Foi tímido e covarde. Tímido quando respondia; covarde quando evitava atingir a Anta naquilo que ela tem verdadeiro pavor.  Não se afastou da imagem do candidato derrotado. Implorou um segundo voto, coisa típica de tucano entreguista. Os temas candentes ele ignorou, poupando a sua candidata favorita, a Anta Dilma, a candidata do além, que recebe telegramas de simpatizantes – todos mortos, obviamente, porque telegrama... Você conhece alguém vivo que ainda manda telegrama?


O Brasil está politicamente morto. O enterro é domingo, três de outubro, Dia dos palhaços.
 
 
Espero você lá.

domingo, 26 de setembro de 2010

FHC FINALMENTE ENTRA NA CAMPANHA




AO LADO DA DILMA


O pai do atraso brasileiro, o destruidor da moral brasileira, o verdadeiro inventor do socialismo brasileiro, FHC, agora, com a eleição perdida para José Serra, entra na campanha, e ao lado de Dilma Rottweiller Roussef. Pá de terra sobre Serra. E diz que Dilma Rottweiller Roussef será a vencedora. Como é que ele sabe? E disse mais.



 
Vejam as barbaridades que ele disse ao jornal Financial Times sobre a vitória da candidata do PT: "Isso vai nos impedir de desenvolver mais rapidamente. Mas isso não vai levar o Brasil para trás. A sociedade é muito forte para isso". Forte? Desde quando? A sociedade brasileira está anestesiada. Mas vejam que ele se desdiz mais adiante: "De certa forma, Lula tem anestesiado o Brasil. Nós esquecemos que o Brasil precisa continuar avançando. O que eu consegui fazer levou o país para frente. Mas então isso parou. Apenas parou.” Não. O país não parou apenas; deu para trás. Regredimos décadas com a perda da nossa moral e das nossas balizas éticas. O Brasil apodreceu.



Mas se Lula anestesiou o Brasil, como ele, Lula, poderia ser lembrado, perguntou o repórter Jonathan Wheatley: “Acho que ele será lembrado pelo crescimento e pela continuidade, e por colocar mais ênfase nos gastos sociais". Então Lula não será lembrado pelo mal que fez, pela anestesia que deu no povo brasileiro, mas pela continuidade do programa dele mesmo, FHC. Que vaidade repugnante desse homem! Somente FHC é pior do que Lula.



E sobre a campanha pífia, covarde e entreguista do PSDB ele reparou: “A oposição entendeu errado. Nós permitimos a mitificação de Lula. Mas Lula não é um revolucionário. Ele veio da classe trabalhadora e se comporta como se fizesse parte da velha elite conservadora.” Nós inclui ele mesmo. Ninguém mais do que FHC incensou Lula, levou Lula ao poder, deu proteção a Lula no momento em que deveria receber o impeachment. Ninguém trabalhou tanto pela vitória desse regime fascista vermelho quanto FHC. A oposição não entendeu nada errado; a oposição sequer existe. Ela fez exatamente o que lhe foi mandado fazer. No máximo ela anseia pelo poder, embora sofra a esquizofrênica condição de querer e não querer ao mesmo tempo. O programa socialista em curso, cuja trajetória ninguém está autorizado a interromper, impede a própria existência de uma oposição. Isto explica porque Lula dias atrás pediu ou desejou a extinção do DEM. Foi FHC quem alimentou esse desejo totalitário, expansionista do PT.


velhos amigos de luta

 

Como o próprio Financial Times registrou, FHC é um former Marxist intellectual, isto é, um antigo intelectual marxista. E eu acrescento, que nunca renunciou à mentira, ao embuste, e à maquiagem de sua revolução. Daí ele dizer que Lula “não é um revolucionário”. Lula é o quê, então? Um sindicalista cheio de altos ideais?



 

Diante disso, dessa verdadeira confissão de propósitos, podemos concluir que a revigoração ou renascimento do Brasil vai muito além de nos desfazermos dos petistas – temos que nos desfazer de FHC e seu partido menchevique, covarde, róseo, acomodador das coisas, enganador e tão lesivo ao país quanto o PT. O Brasil precisa de um partido de direita, já!



A HIPOCRISIA NÃO TEM LIMITES




quarta-feira, 22 de setembro de 2010

MANIFESTO EM DEFESA DA DEMOCRACIA


Em uma democracia, nenhum dos Poderes é soberano.

Soberana é a Constituição, pois é ela quem dá corpo e alma à soberania do povo.

Acima dos políticos estão as instituições, pilares do regime democrático. Hoje, no Brasil, os inconformados com a democracia representativa se organizam no governo para solapar o regime democrático.

É intolerável assistir ao uso de órgãos do Estado como extensão de um partido político, máquina de violação de sigilos e de agressão a direitos individuais.

É inaceitável que a militância partidária tenha convertido os órgãos da administração direta, empresas estatais e fundos de pensão em centros de produção de dossiês contra adversários políticos.

É lamentável que o Presidente esconda no governo que vemos o governo que não vemos, no qual as relações de compadrio e da fisiologia, quando não escandalosamente familiares, arbitram os altos interesses do país, negando-se a qualquer controle.

É inconcebível que uma das mais importantes democracias do mundo seja assombrada por uma forma de autoritarismo hipócrita, que, na certeza da impunidade, já não se preocupa mais nem mesmo em fingir honestidade.

É constrangedor que o Presidente da República não entenda que o seu cargo deve ser exercido em sua plenitude nas vinte e quatro horas do dia. Não há “depois do expediente” para um Chefe de Estado. É constrangedor também que ele não tenha a compostura de separar o homem de Estado do homem de partido, pondo-se a aviltar os seus adversários políticos com linguagem inaceitável, incompatível com o decoro do cargo, numa manifestação escancarada de abuso de poder político e de uso da máquina oficial em favor de uma candidatura. Ele não vê no “outro” um adversário que deve ser vencido segundo regras da Democracia , mas um inimigo que tem de ser eliminado.

PAULO BROSSARD
 É aviltante que o governo estimule e financie a ação de grupos que pedem abertamente restrições à liberdade de imprensa, propondo mecanismos autoritários de submissão de jornalistas e empresas de comunicação às determinações de um partido político e de seus interesses.


É repugnante que essa mesma máquina oficial de publicidade tenha sido mobilizada para reescrever a História, procurando desmerecer o trabalho de brasileiros e brasileiras que construíram as bases da estabilidade econômica e política, com o fim da inflação, a democratização do crédito, a expansão da telefonia e outras transformações que tantos benefícios trouxeram ao nosso povo.

É um insulto à República que o Poder Legislativo seja tratado como mera extensão do Executivo, explicitando o intento de encabrestar o Senado. É um escárnio que o mesmo Presidente lamente publicamente o fato de ter de se submeter às decisões do Poder Judiciário.
 
Cumpre-nos, pois, combater essa visão regressiva do processo político, que supõe que o poder conquistado nas urnas ou a popularidade de um líder lhe conferem licença para rasgar a Constituição e as leis. Propomos uma firme mobilização em favor de sua preservação, repudiando a ação daqueles que hoje usam de subterfúgios para solapá-las. É preciso brecar essa marcha para o autoritarismo.

HELIO BICUDO
 
Brasileiros erguem sua voz em defesa da Constituição, das instituições e da legalidade.

Não precisamos de soberanos com pretensões paternas, mas de democratas convictos.

Por Reinaldo Azevedo


--------------------------------------------------------------------------------
 
          CHARLES LONDON SE ASSOCIA AO MANIFESTO




sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Linfomas, erenices e peleias.

 

Cansei de falar nas erenices. Uma delas vai ser presidente com o voto da maioria dos eleitores do GALOPE, do MATAFOLHA, do INCENSUS, e de outros institutos de pesquisa do Partido dos Tentáculos. Agora que todo o mundo sabe, menos, repito, os eleitores consultados pelos institutos, que a erenice-chefe continua tão envolvida em, como é que ela disse mesmo – factóides ? – eu decidi falar de outra coisa só para me vingar: tumores linfáticos.





                                      
                                                             
Andei pesquisando sobre a malignidade dessas peças de horror. Percebi que nem sempre o tumor é tão perigoso quanto o seu portador, isto é, seu poder de destruição é localizado – ele não produz metástases sociais. Isso será verdade salvo se eu não tiver consultado sem saber os médicos desses institutos de pesquisa. Nos diagnósticos estatísticos com margem de erro de um mandato para mais ou um mandato para menos, os linfomas até que estão se saindo muito bem. Se eu tivesse que apostar em um prognóstico, pessimista como eu sou, os institutos de pesquisa médicos dariam dois mandatos de luz para o tumor – para nós, de trevas. E não é isso que eles estão apontando? Nem precisava. Foi só por garantia que os diagnósticos políticos entraram em campo. Que diferença do José Alencar!




Mas qual é a natureza verdadeira dos linfomas não-Hodgkin? Se sabe pouco sobre isso, e muito mais se esconde. O que não é novidade nenhuma. Posso fazer uma pesquisa agora aqui entre os amigos: alguém aí perdeu algum conhecido, amigo ou parente com um linfoma não-hodgkin candidato a mais de dois mandatos consecutivos? Alguém aí com um linfoma não-hodgkiano disputou um pleito na companhia do Collor? Não. Eu sabia; é tudo propaganda. É propaganda química e física – cobaltopropaganda no último caso. Como todos sabem, essas terapêuticas milagrosas tem salvado milhões de pessoas há décadas. Os oito milhões de óbitos anuais, contando todos os portadores de caranguejos da oposição, como se sabe, se suicidaram. Pois sim que o lobby da cobaltopropaganda e da quimiomídia iria perder essa aí no mercado! E ainda tem a maquiagem; a lona do circo, o pano rápido da teatrocracia. Na TV a imagem é tudo. Até a radiação e os linfomas ficam bonitinhos.

 




Além disso, existem as verbas públicas para essas instituições do otimismo-ufanismo-diversionismo tentacular. Chove dinheiro às pencas de erenices, filhos pródigos, traficantes de todos os tipos de influência com ejaculação econômico-financeira precoce, muito precoce, sobre essas verdadeiras fábricas de ilusões com dinheiro público. Então os dados médicos podem estar adulterados? Podem ter errado, como diz o polvo-chefe. Quem disse que não existem escolas de administração de muita saúde pública com dados errados?

 




Estou velho para deixar de acreditar nestas coisas. Nos meus tempos de faculdade eu via o mundo sob um prisma de sorte e chance. E eu notava que a sorte e a chance não iam para os bons. No caso dos linfomas, uma mão invisível que eu fingia não acreditar, olhava, escolhia e decidia. Alguém bom era escolhido para disputar com os linfomas uma corrida de cancha reta, como se diz por aqui nos pagos. E o bom vivente ou a boa prenda não chegavam ao fim. Hoje tudo mudou. Graças a deus eu não acredito mais em sorte e chance, mas em provação daqueles que ficam para assistir das arquibancadas da vida essa peleia. Mas que querem e merecem uma peleia justa, sem maracutaias, sem prognósticos ufanistas eleitoreiros e feitiçarias marqueteiras. E desses bons vinha o juízo correto: o Homem sabe o que está fazendo.




Então senta todo o mundo que o leão é manso. Aparentemente o que não prestava ganhava a corrida, mas só aparentemente.



Sem querer toquei em um ponto muito caro ao Partido dos Tentáculos: escolha ou direito. Eles lutam por isso com afinco: querem o aborto porque acham que o aborto, por exemplo, é uma escolha e um direito, desde que não seja a escolha do Homem Véio. Eles decidem, eles pesquisam, eles vencem – tem maioria – mas o mandato final não é deles. Lá de riba o Gaudério Divino escolhe.







Não percam as esperanças. O Dr. Charles London sabe o que diz sobre linfomas, erenices e peleias.




Charles London,



20/09/2010 – dia da Revolução Farroupilha

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

DIREITA, JÁ!




 
O último episódio de intoxicação alcoólica e totalitária de Lula em Santa Catarina mostrou ao povo brasileiro, pelo menos àquele não anestesiado e comprado pelo bolsa-famíia, que é mais do que hora de se criar um partido de DIREITA no Brasil. Um partido de DIREITA verdadeiro.

Dos escombros do DEM, dos porões do PP, da consciência envergonhada do povo digno (o Bêbado disse que os cubanos são mais dignos do que nós), haverá de nascer um novo partido que represente verdadeiramente o povo brasileiro. Esta é a nossa última esperança antes das trevas totalitárias, da censura mais indigna, da política criminosa do aborto, da proibição das religiões, da liberação geral do crime.

Não tenham dúvidas que a guerrilheira desmiolada vai ganhar essa eleição. E que depois dela o Bêbado voltará. Pensem positivo: pensem na criação de um partido autêntico não atrelado ao politicamente correto que combata o socialismo e a subversão, ou abdiquemos de vez, desistamos de vez da democracia.


Pensem em um partido novo que possa fazer renascer a EDUCAÇÃO no Brasil; que traga de volta a SEGURANÇA PESSOAL, ameaçada com 50 mil assassinatos por ano – eis o legado do Bêbado-chefe!


Não deveriam ser convidados para esse novo partido, políticos identificados com a social-democracia, políticos que condescenderam com a corrupção, políticos que deixaram de pedir o IMPEACHMENT do grande Bêbado. Esse subterfúgio socialista deve ficar fora deste novo partido sob pena de destruí-lo e trai-lo em pouco tempo.


Há quadros e gente muito boa ainda, que anda envergonhada, com a cara no chão, mas que ainda tem ouvidos para o clamor popular abafado, censurado pela mídia corrupta que incensou o grande apedeuta.


BASTA DESTA DEMOCRACIA DISFARÇADA E INTOXICADA DE TOTALITARISMO!



segunda-feira, 6 de setembro de 2010

ILLUMINATI PERSEGUEM HETEROSSEXUAIS

                      Illuminati Perseguem Heterossexuais , Agosto 21, 2010

                                    de Henry Makow Ph.D.


                    http://www.henrymakow.com/hollywoods_freaky_families.html



                                                      Famílias por auto-inseminação?
           
                            Três filmes de Hollywood promovem a inseminação artificial.

Todos os dias os heterossexuais enfrentam uma insidiosa campanha na mídia designada para fazer o homossexualismo a regra social.

Este capcioso golpe baixo sobre a identidade heterossexual é disfarçado como “direitos homossexuais”.

Para defender direitos gays os heterossexuais são ensinados a negar o gênero, o casamento e a família. Os direitos fundamentais de 98% da população – o direito ao natural desenvolvimento humano – está sendo violado.

Eu chamaria isso ÓDIO.

As pessoas retiram sua identidade, significado e apoio da família. Os Illuminati estão re-engendrando a humanidade para servi-los, sem a família.

                                                       O GRANDE QUADRO

                               A HUMANIDADE ESTÁ SATANICAMENTE POSSUÍDA.

 Isto soa incrível e bizarro, mas é literalmente verdade. A humanidade é controlada por um culto satânico chamado Illuminati. Eles nasceram e cresceram da heresia sabateana, um movimento herético judaico do século XVII e XVIII que engolfou metade dos judeus da Europa. Isto levou diretamente ao crescimento do comunismo, do socialismo, e do sionismo.

Os rabinos judeus os identificaram como satanistas e disseram que eles (os satanistas) destruiriam o judaísmo.

Seu plano para a dominação satânica do mundo está nos PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DO SIÃO. Homossexualismo é apenas uma das muitas “falsas doutrinas” designadas para enfraquecer e escravizar os goyim (gentios; não judeus). "Nós devemos introduzir na educação todos os princípios que brilhantemente quebram sua ordem” (Protocolo 16)

Sigmund Freud foi um judeu sabatista. Os sabatistas praticavam todo tipo de desvio sexual incluindo troca de casais, incesto e pedofilia como meios de afrontar Deus e a ordem natural/espiritual. Esta prática satânica foi introduzida na sociedade como "liberação sexual", "feminismo" e "direitos gays".

Os judeus sabatistas têm grande poder em virtude do controle do crédito do governo. Recentemente eles criaram um fantoche gentio usando a elite maçônica (cabalismo para os goym). Barack Obama é um destes fantoches maçônicos. Eles controlam corporações (propaganda), governos, educação e a mídia de massa, a qual é devotada à engenharia social.

                                            CABALISMO- DISTORÇÃO DA REALIDADE

Os Illuminati substituem a realidade de servir eles mesmos por uma realidade verdadeira. Eles fazem as mentiras parecerem verdades; o Mal parecer o Bem; o diabo parecer Deus.

Isto é assim porque o mundo está se tornando cada vez mais um lugar de palhaços. A história e os eventos atuais estão literalmente escritos. Nós vivemos na MATRIX.

                               
Lembram da cena em que as pessoas fugiam das torres gêmeas que desabavam no 11 de setembro? Isso não lembra você um filme de desastre de Hollywood? A mesma mentalidade Illuminati mentalmente inscrita e fundada no ataque da "Al Queda" no filme de verão do seu cinema favorito?

As guerras mundiais foram da mesma maneira coreografadas com roupas e sons. Melhor matar os goyim. Judeus não-sabatistas custam muito caro e têm que morrer a fim de disfarçar o plano.

Para controlar o mundo, os sabatistas devem recriá-lo a sua própria imagem.

Isto requer a destruição da religião, da raça, da nação e, é claro, da família.

Eles usam o homossexualismo para destruir a família.

Homossexualismo é o desenvolvimento do distúrbio causado pela confusão dos gêneros. Ele é promovido como uma "escolha normal" na vida para minar os heterossexuais e por fim escravizar a sociedade inteira.

A despeito do que a mídia diz, a vasta maioria dos homossexuais querem sexo sem casamento e sem filhos. Esta é a visão illuminati dos heterossexuais.

Como eu disse, eles estão nos tornando homossexuais. Como os gays se sentiriam se fosse feita uma campanha assim para eles? Meus leitores me dizem que entre 25 e 50% das mulheres jovens com que eles se encontram são bissexuais. Você acha que isso conduziria a um casamento heterossexual bem sucedido e feliz para a família?

                                   AS FAMÍLIAS DA INSEMINAÇÃO EM HOLLYWOOD

                                        

Aqui estão alguns exemplos do bombardeio da mídia atual para minar e substituir as normais heterossexuais:

FILME - "A TROCA" com Jennifer Aniston. Uma feminista envelhecida recorre à inseminação para ter filhos. Descobre um amigo homem para usar seu sêmen. O único meio pelo o qual os homens podem ter filhos nestes dias.

Aniston, nas manchetes diz: " as mulheres não precisam de homens para terem filhos". Ela é um modelo para milhões de jovens mulheres.

"UMA LISTA" atores e atrizes são porta-vozes dos Illuminati.

FILME - "O PLANO B" - Jennifer Lopez faz uma mulher que concebe gêmeos através da inseminação artificial, somente para encontrar o homem dos seus sonhos no mesmo dia.

FILME - "AS CRIANÇAS ESTÃO BEM" – Os filhos de duas lésbicas encontram seu pai doador comum de esperma, que é o único a ficar feliz por entrar para a dinâmica familiar.

Todos os três filmes imitam famílias heterossexuais sadias a fim de mostrar que elas não são necessárias.


NOTÍCIA- O ator gay Neil Patrick Harris e o parceiro terão meninos gêmeos como sucedâneos em outubro.

Kathy Griffin diz a Larry King: "O casamento heterossexual deveria ser um crime de ofensa."

Ela diz que o casamento gay é um assunto de “direitos civis”. E o que dizer dos direitos civis de 96% da população que não querem que suas instituições sejam atacadas e varridas da existência?

NOTÍCIA- ABC NEWS é a maior rede judaica Illuminati das três grandes. No show “O QUE VOCÊ FARIA?" de 20 de agosto, eles mostraram duas belas “lésbicas’ se beijando em um banco de um parque e filmaram as reações das pessoas que viam a cena. Embora alguma crítica fosse vista, a mensagem é que o " amor tudo conquista". Eu imagino que reações teriam se as meninas fossem como sapatões? Em outro episódio eles mostram pessoas defendendo gays contra " o espacamento de gays". Heterossexuais, não os gays estão sendo oprimidos.

NOTÍCIA - "Diferenças de gênero são devidas à socialização, não à genética". The Guardian, Aug. 15. Em seu novo livro "Ilusões de Gênero" a feminista e cientista Cordelia Fine diz que “não há diferenças neurológicas entre os sexos."

MAIS NOTÍCIAS -

FILHOS DE LÉSBICAS PODEM FAZER MELHOR DO QUE SEUS PARES  [Time]

MENOS PROBLEMAS PSICOLÓGICOS ENTRE FILHOS DE MÃES LÉSBICAS[Medpage Today]

FILHOS DE LÉSBICAS TÊM MENOS PROBLEMAS DE COMPORTAMENTO [CNN]

Com o "aquecimento global" e a homossexualidade, os Illuminati manufaturam sua própria ciência e então a empurram para a sociedade através da mídia.

                                                       CONCLUSÃO

O ataque Illuminati sobre o gênero resultou em um sofrimento indizível e na degradação de milhões de heterossexuais. Homens e mulheres jovens dependem do casamento e da família como propósito e satisfação. Ao contrário, muitas mulheres jovens estão apelando para a pornografia, satanismo e prostituição.

A tomada Illuminati está chegando nos seus estágios finais. As guerras, os colapsos financeiros, os desastres naturais, pragas, migrações, etc, são todos parte da agenda. Nós unicamente podemos manter nossas cabeças a salvo se reconhecermos que tudo isso está sendo engendrado pelos Illuminati e seus lacaios, os nossos líderes políticos e culturais.

pipeta turkey baster para auto-inseminação
                                                               

(tradução: Charles London)

domingo, 5 de setembro de 2010

ELEIÇÃO PARA GERENTE DO BRASIL

DO BLOG DE POLIBIO BRAGA:

Nas últimas 24 horas (quinta para sexta-feira) o editor foi a São Paulo para buscar informações na área econômica. Ao circular entre um grupo de 13 banqueiros e executivos do mercado financeiro em evento realizado na avenida Paulista, o editor percebeu o seguinte sobre a sucessão presidencial:

A banca está com Dilma Roussef.

A banca acha que o candidato tucano José Serra é desenvolvimentista demais. Caso vença, seu governo dará prioridade ao setor produtivo (à economia real), obrigando os bancos a ganharem dinheiro com o suor do rosto.

Caso Serra emplaque, o Brasil sairá da liderança mundial dos juros altos.

A banca adora Dilma Roussef. Foi o que constatou o editor em São Paulo.

A banca morre de amores por Antonio Palocci e Henrique Meirelles, o que quer dizer que morre de amores por Dilma Roussef.
-------------------------------

Assim se manifestou o jornalista Polibio Braga. E está coberto de razão. Teremos a terrorista Dilma, a comunista Dilma, porque assim quer quem manda no Brasil. Desde 2002 o controle do Brasil passou às casas bancárias americanas e européias (inglesas e francesas).

Relembremos o que aconteceu naquele ano. No início de 2002 Roseana Sarney liderava as pesquisas para presidente do Brasil. Em segundo lugar Ciro Gomes. Em junho de 2002 Fernando Henrique Cardoso envia José Dirceu (!) aos Estados Unidos para um encontro de uma semana com os banqueiros do JP Morgan, Chase Manhatan e outros. Eu disse José Dirceu. Eu não disse Henrique Meirelles do BankBoston, nem falei em Armindo Fraga, lacaio de George Soros. José Dirceu, líder petista, a eminência parda petista, que ainda hoje ostenta essa condição. Em agosto de 2002 era celebrado o acordo que “surpreendemente” FHC conseguia junto ao FMI. Terminava a crise do Risco Brasil com um empréstimo de trinta bilhões de dólares, dos quais vinte e três bilhões deveriam ser usados pelo próximo governo (quem seria?) e sete apenas pelo próprio FHC para “ajuste final das contas” no ano de 2002.

Roseana Sarney logo viria permitir que uma farsa financeira envolvesse o seu nome e do seu marido. Um golpe da Policia Federal (tucana?) acertava as coisas, inclusive para os Sarney. José Sarney, aliado futuro petista, silenciava. Depois um dossiê derrubou Garotinho. Logo em seguida Ciro Gomes virava a bola da vez e Serra virava sparring de Lula. A farsa eleitoral se consumava. Vejam o que a insuspeita revista Época dizia:


Vejam também outros blogs que davam conta do “maravilhoso” empréstimo:



Vejam aqui como se encobre e se distorce um negócio altamente promissor para a maior quadrilha da história do país:


Foi neste instante firmado um pacto com o demônio. Um “empréstimo” de 30 bi para pagar em 30 anos! Ora, meus amigos, o FMI nunca faria tal coisa se não para o benefício da Ordem Mundial que ele representa. Daí em diante nunca mais se ouviu falar em FMI no Brasil. Onde teria ido parar o demônio explorador acusado por décadas pelos socialistas fora do governo como o grande responsável pela pobreza brasileira? De repente, o FMI desaparece dos jornais; de repente o FMI vira devedor do Brasil, como se anunciou no ano passado. O que aconteceu então?

Simplesmente o Brasil foi vendido naquele ano de 2002 por socialistas róseos, os primeiros grandes coveiros do país. Os mesmos que hoje são espionados e humilhados por socialistas ainda mais vermelhos. E muito banqueiro “tucano’ enriqueceu. No âmbito interno das América Latina o Foro de São Paulo se fortaleceria e dominaria a AL inteira, com exceção da Colômbia.

E ainda querem que eu acredite em eleições? Que eleições? Este campeonato de socialismo, como diz Olavo de Carvalho? Isso explica maravilhosamente bem porque em 2005, quando a quadrilha petista foi pega roubando e com dólares na cueca, a “oposição” se recusou a propor o impeachment do Ali Babá. Ela foi proibida de pedir o impeachment de Lula. Isso explica as “brigas” de sempre de Aécio Neves e Serra. José Dirceu saia para a clandestinidade, sua condição mais natural. Isso explica a candidatura miserável do Picolé de Chuchu, Alckmin, à presidência da República em 2006. Isso explica o Brasil de hoje e dos próximos anos com Dilma presidente.

O Brasil é gerenciado de fora, como um supermercado, um reles Wall Mart da vida. Lula é gerente do Brasil; Dilma será gerente do Brasil. Banqueiros da Nova Ordem Mundial não querem que se mexa em nada disso. É isso que Polibio Braga viu em São Paulo.

E antes que venham com a chorumela que este Autor é paranóico ou conspiracionista. Eu digo: paranóico é a mãe!
------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O PAÍS DO ESCULACHO (se é para esculachar!)

Ano que vem vamos para o deboche total. Os bandidos da cadeia dizem esculacho. Não esculacha, dotô! É assim mesmo. O projeto da estupidez bolchevique com fortes tintas tupiniquins, com espírito de quem se vende por quinquilharias, imperará no ano que vem. As providências para isso foram tomadas faz anos. O povo rendido e incapaz de saber o que está acontecendo é uma enorme massa de manobra desse projeto, é claro, com aliciadores, com líderes, dentro da imprensa, nas universidades, nas igrejas, no exército nacional, everywhere. E tudo será com a sutileza de um elefante em loja de cristais. A característica mais marcante desse governicho stalinista que a kamarada Roussef encarna é a cara de pau – a desfaçatez com que conta lorotas, mentiras, e nega a realidade sem o menor dó com a verdade. Um esculacho.

O perfil intelectual-mental da futura presidente já foi composto por nossos técnicos especializados. O problema é a incrível e insuperável distância desses técnicos e o povo eleitor. Como fazer esse povo saber do que acontece; como o povo poderá vir a saber quem é Dilma Roussef. Este é o problema insolúvel – o povo jamais saberá quem é Dilma Roussef, ou conhecerá tarde demais como funciona aquele cérebro cheio de química poluída.

Deusmeu, olhem como funciona o cérebro da candidata. Percebam os brancos. Em vídeo recente ela olha para seus dedos para enumerar suas razões. Mas quando ela olha para um dos dedos fica claro que ali não havia idéia alguma, que foi criada na hora, por um malabarismo mental chamado logorréia ou verborréia, isto é, qualquer idéia servindo ao vazio do pensamento. E deita falação. Por isso a imagem substitui o pensamento. Às vezes nós contamos nos dedos e os usamos para enumerar razões, mas sempre o fazemos como modo didático. Ela não, ela tira razões do dedo em si mesmo. E se contar mais de cinco já nem lembra mais o que estava falando. Né? Némesmo? Cê esculacha demais, Dilma!

E a cultura geral? A enorme incapacidade de generalizar a partir de conhecimentos prévios em uma pessoa com sessenta anos e que freqüenta salões especiais e pisa em tapetes vermelhos é de doer. Até Lula esculacha melhor. Mas Dilma não tem apenas um problema no juízo crítico, uma lacuna intelectual – o caso de Lula: é bem pior do que isso. Temo que estamos a invadir o campo da psiquiatria. Andam falando em químicos, na quimioterapia que ela recebe, que a faz suar em bicas, etc. Não acredito nisso. Já vi outras pessoas que fazem quimioterapia e radioterapia. Suam, mas falam com consistência, com uma sintaxe inatacável. Os psiquiatras sabem do que falo. Uma pessoa desagregada transparece e se revela na e pela linguagem. O peixe doente mental morre pela boca. E aí não adianta nem o ponto eletrônico em um ouvido. Isso só piora, atazana, atucana, no bom sentido. Atucanada, a piração verbal transborda. Ela tem verborréia, hemorragia verbal, logorréia, a mória para os neurologistas. Não há quimioterápico que faça isso.

Então o tumor linfático é tóxico? Alcançou o cérebro? Não creio. Não a conheço tanto quanto agora. Acho até que é o contrário: ela esculachou o linfoma. No seu passado gaúcho, onde foi Secretária do Olívio Dutra e do Alceu Collares, ela era mais retraída, fechada, enigmática. Naquele tempo ainda se escondia do seu passado criminoso. Hoje não, esse passado é currículo, curriculum mortis, mas é isso o que dá voto neste Brasil dominado. A exposição midiática, a necessidade de se mostrar a quem pretende enganar e iludir a obriga a esses malabarismos verbais. E dá-lhe sintaxe torta, sô! Com esculacho, dotô! E isso também nada tem a ver com o tumor curado pelos poderes da medicina midiática amiga. A Dilma esculacha até a medicina.

-------------------------------------------------------------------------------------